Paraísos Sinfónicos

ORQUESTRA SINFÓNICA DO PORTO CASA DA MÚSICA

Uma grande celebração da música portuguesa e dos seus intérpretes. O maestro titular da Orquestra Sinfónica dá início ao Ano de Portugal assinalando o centenário do nascimento de Joly Braga Santos. Em programa está também Paraísos Artificiais, a obra-prima que introduziu o Modernismo em Portugal e deu o reconhecimento internacional a Luís de Freitas Branco. O compositor Franz Schreker abandonou a Alemanha em 1931 para escapar ao antissemitismo nazi. Veio para o nosso país e por cá ficou até 1933, no Estoril, onde escreveu a Abertura para uma grande ópera, Memnon. Ao palco da Sala Suggia sobe ainda o pianista Pedro Emanuel Pereira, vencedor do Concurso Internacional Santa Cecília, para inaugurar a integral dos Concertos para piano de Prokofieff.

Sala Suggia
€ 15,00 ‐ € 30,00
Pedro Emanuel Pereira
Pedro Emanuel Pereira

Ver e Ouvir

PROGRAMA

Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música

Stefan Blunier direção musical

Pedro Emanuel Pereira piano

Joly Braga Santos Abertura Sinfónica n.º 2, op. 11

Sergei Prokofieff Concerto para piano n.º 5

Luís de Freitas Branco Paraísos Artificiais

Franz Schreker Memnon, Abertura para uma grande ópera

Programa de Sala

apoio

PREPARE A SUA VISITA

PREÇOS E DESCONTOS

PREÇOS

Zona 1 € 30

Zona 2 € 27

Zona 3 € 24

DESCONTOS

Juniores (< 30 anos) 50%

Estudante Universitário 50%

Professores e estudantes de música 50%

Cartão Amigo 25%

Cartão BPI 20%

Seniores (> 65 anos) 15%

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA

Maiores de 6 anos

Eventos Relacionados