Orpheon Portuense

O Orpheon Portuense foi fundado em 1881 pelo violinista, compositor, maestro, musicologo e pedagogo Bernardo Moreira de Sá, tendo desempenhado um importante papel na dinamização musical da cidade do Porto desde a sua formação até finais do século XX. Para além de promover a actividade musical a nível amador dos seus sócios, quer no âmbito da música coral quer ao nível da música de câmara, o Orpheon Portuense destacou-se na organização de concertos transformando-se rapidamente na mais importante instituição promotora de concertos na cidade, actividade que manteve ao longo de todo o século XX. A carreira internacional de grandes artistas nacionais como Guilhermina Suggia teve o seu impulso inicial no âmbito dos concertos do Orpheon. Grandes solistas, orquestras e maestros internacionais apresentaram-se pela primeira vez em Portugal por iniciativa do Orpheon, o qual teve um papel determinante para a divulgação de novos repertórios em Portugal, na animação cultural de diversos espaços na cidade do Porto e distritos limítrofes, bem como na encomenda de novas obras a compositores portugueses, na formação de públicos, e no estímulo da excelência musical aos mais diversos níveis.

 

Recentemente, o Orpheon Portuense foi extinto enquanto sociedade por quotas (a mais antiga Sociedade de Concertos da Península Ibérica) deixando um espólio documental (com mais de 3.000 documentos) que testemunha toda a sua actividade, o qual foi doado à Fundação Casa da Música e se encontra na sua Mediateca, após ter sido alvo de uma inventariação. Este espólio representa um património inestimável para a caracterização da vida musical portuense desde os finais do século XIX. A sua parte mais significativa é constituída por partituras, programas de sala, recortes de imprensa, fotografias de artistas, muitas das quais autografadas, diplomas, documentação administrativa, recortes de imprensa e materiais publicitários.

 

A Fundação Casa da Música disponibiliza ainda o espólio documental do Orpheon Portuense para consulta a estudantes universitários, investigadores e estudiosos no domínio da História da Música e da Cidade do Porto.