Fora de série

Projectos, Digitópia Casa da Música, Hotspots e Itinerâncias

  • Projectos

    A par das actividades de agenda, o Serviço Educativo fomenta uma série de projectos profundos e consistentes que, no seu conjunto, traduzem transdisciplinaridade e inovação. Envolvem músicos profissionais, grupos vocacionais, comunidades específicas. Atendem a princípios pedagógicos e sociais. Assentam na investigação musical, na recreação artística. Independentemente da sua natureza, implicam práticas e métodos precursores, acrescentam novos territórios ao mapa da música.

    Uns decorrem de forma continuada, sempre progressiva, outros são reeditados anualmente para servirem contextos específicos.

    Nesta malha vivem formações singulares nos princípios, na metodologia e na linguagem: referimo-nos à Orquestra Som da Rua, ao Ensemble de Gamelão Casa da Música, ao Digitópia Collective, à Orquestra de Guitarras e Baixos Eléctricos, ao estreante Coro Infantil Casa da Música e à Orquestra Energia Fundação EDP. Nela se declaram também encontros e conceitos especiais, consubstanciados em projectos como Ao Alcance de Todos ou Sonópolis. Há ainda o investimento em dois dias mundiais a que somos particularmente sensíveis, o Dia Mundial da Música e o Dia Mundial da Criança, e o convite à vivência musical diária através de Orelhudo! Todos têm uma ligação umbilical à Casa e expressão onde forem desejados.

  • Digitópia Casa da Música

    O universo digital ultrapassa o ambiente físico para reconfigurar e democratizar as oportunidades de realização musical e artística. A Digitópia Casa da Música é a plataforma que ocupa este novo espaço de inovação, em permanente mudança. Baseando-se nas novas tecnologias, incentiva a audição, a performance e a criação musical. Gravita, sobretudo, em torno do desenvolvimento de ferramentas de autor e conteúdos concedidos pela sua equipa residente. Sob modelos precursores ao nível global, pratica uma filosofia de partilha e acesso livre, com tudo o que é desenvolvido a ficar disponível em www.digitopia.github.io. Ao expandir os domínios da música digital e electrónica, num contexto não académico ou comercial, estimula o surgimento de novos músicos e comunidades criativas.

     

    José Alberto Gomes curador

    Nuno Hespanhol, Óscar Rodrigues, Pedro Augusto e Tiago Ângelo developers

    Artur Carvalho, Óscar Rodrigues e Ricardo Baptista projectos com comunidades/acções educativas

     

     

  • Hot Spots

    Disponíveis por toda a Casa encontram-se equipamentos e instalações de carácter interactivo, de utilização livre.

    São portas que o público abre as vezes que quiser para realizar experiências musicais e sonoras – podem ser pontuais ou regulares, ligeiras ou profundas. Nos Hot Spots prevalece o princípio da autonomia, validado por tecnologia amiga desenvolvida pela equipa da Digitópia Casa da Música. Seja em visitas individuais ou em grupo, os Hot Spots convidam à experimentação.

     

     

  • Itinerâncias

    Viajar é muito bom, sobretudo quando levamos o melhor de nós. Não importa se o caminho é contado em alguns quilómetros de estrada ou muitas milhas aéreas – rejeitando a ideia de destinos menores, em Portugal e no estrangeiro apresentam-se produções com o ADN do Serviço Educativo da Casa da Música.

    Com um mapa que se redesenha de ano para ano, Itinerâncias é o programa que nos faz chegar a outros públicos. Espectáculos, acções de formação, workshops, residências artísticas ou projectos Fora de Série entram no conjunto alargado de criações próprias sempre com a bagagem pronta e o passaporte em dia.

    O alcance é cada vez maior, com salas do mundo e instituições congéneres a reconhecerem um projecto educativo e artístico que procura investir em processos inovadores e no alargamento dos domínios da música. Surgem assim ligações estáveis, visitas prolongadas e regressos confirmados.

    O Tokyo Bunka Kaikan em Tóquio – onde vamos voltar com mais uma Formação de Animadores Musicais –, o Palau da Música Catalana em Barcelona, o Festival Artes para Criação de São Paulo ou o De Doelen em Roterdão – onde em Abril estaremos em cena com o espectáculo Cha Cha Pum – são algumas das estruturas estrangeiras com que criámos laços. Em Portugal, temos parcerias sólidas com o espaço GNRation, em Braga, o Festival Internacional de Música de Espinho, a Fundação de Serralves e várias outras instituições, de Norte a Sul.

    Itinerâncias é movimento. Somos nós dispostos a ir a todos os lados com propostas que nos orgulham. Nestes termos, 2016/17 é um ano lectivo em aberto, pronto a considerar novos itinerários.

     

    O programa Itinerâncias do SE está sempre receptivo a novas solicitações. Quaisquer esclarecimentos sobre as nossas propostas e possibilidades de agendamento poderão ser solicitados através do endereço electrónico seducativo@casadamusica.com.

     

     

    Espectáculos

    Viva Vivaldi

    25 Set 11:00

    Fundação Calouste Gulbenkian de Braga

     

    Cha Cha Pum

    2 Abr 14:00

    De Doelen, Roterdão

     

    Workshops

    Workshop Percussão Corporal

    15 e 16 Out (2 sessões por dia)

    Philarmonie du Luxembourg, Luxemburgo

     

    Ciclo de Workshops Digitópia Itinerante

    [Primeiros Bits]

    12 Out – Música e Matemática

    26 Out – Som das Coisas

    16 Nov – Compor para imagens que mexem

    GNRation, Braga

     

    Formação

    Formação de Animadores Musicais

    2016-2017

    Tokyo Bunka Kaikan, Tóquio